Planejamento de Jardins.

O que é o planejamento? O que significa planejar? O Planejamento é definido como a preparação de decisões para alcançar objetivos específicos, tendo como finalidade melhorar o uso e a gestão dos recursos bem como a qualidade dos ambientes naturais e sociais (in Infopédia, 2007, on-line).

E porquê? A existência de objetivos faz com que o planejamento seja necessário e fundamental.

Para idealizar e construir um jardim também o planejamento é necessário mas para isso necessitamos de ter:

– Uma ideia, base de suporte
– Um local para a execução
– E o projeto

As pessoas normalmente possuem ”o local “. A partir daí as situações são muito diversas, como se mostra baixo:

• Têm muitas ideias e querem ver todas elas aplicadas no seu espaço
• Têm ideias mas gostariam de ter outra opinião
• Não têm ideia nenhuma
• Não fazem a menor ideia se tem ideias ou não
• Têm ideias e só elas prevalecem
• Ou têm já um projeto bem definido

A grande maioria não tem ideia dos preços, não sabem quanto custa uma árvore, uma planta, a mão-de-obra, a terra, os materiais, projetos de execução, estudos, etc. Por isso, mesmo antes que lhes seja apresentado qualquer esboço ou projeto é normalmente pedido um orçamento.

Cabe-nos a nós, técnicos, ouvir as ideias, propor novas que sejam complementares e consonantes e aconselhar o melhor possível.

Muitas vezes não é isso que acontece e depois o resultado final fica aquém do esperado.

“O planeamento começa aqui”

Depois do primeiro contato deve o técnico procurar investigar, estudar e verificar se a ou as ideias, têm como seguir adiante, podendo e devendo colocar questões a si próprio. Alguns exemplos estão abaixo discriminados, mas muitos outros poderão ser colocados:

– Tem sentido?
– Vale a pena explorar outras ideias?
– É possível?
– É exequível?
– O que é que é necessário?
– Quais as operações?

A discussão com o cliente quando da entrega da ” melhor solução” pode ser importante, certificando-se que de fato o projeto corresponde às reais necessidades e desejos do cliente. O cálculo duma possível e futura manutenção do espaço poderá pôr o cliente mais consciente da obra que irá ser executada e eventuais custos à posteriori.

Após esta primeira abordagem, poderemos enumerar as diferentes etapas do planejamento:

Pensar / Estruturar / Definir / Desenhar / Programar / Organizar / Propor / Orçamentar

E por fim realizar

As vantagens do planejamento, funcionam tanto para quem executa, como para o próprio cliente.

Dentro das várias vantagens, a redução de custos, nomeadamente na economia em mão-de-obra, economia em recursos e na poupança de energia. Também o cumprimento de prazos é importante pois é reduzido ao mínimo e é o cliente quem acaba por se beneficiar, traduzindo-se num excelente resultado final.

Fonte:http://www.paisagismobrasil.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s